Constelação Familiar Nilópolis: Meu cérebro é uma casa

Constelação Familiar Nilópolis: Meu cérebro é uma casa

Meu cérebro é uma casa. Uma bela casa com uma sala de estar em casa para a minha cadeira verde favorita dos anos 90 com fotos de todos que eu conheci na parede. Uma cozinha com todas as minhas comidas favoritas e um livro de receitas com as duas únicas refeições que posso fazer de memória: ovos mexidos, torradas e macarrão com queijo chili.

Gramado da frente decorado por sucata rusty crafty de tudo o que foi antes. Um alpendre de volta que olha sobre uma pradaria da grama selvagem e um lago de cristal. Um escritório com todos os livros que eu li com todos os papéis que eu escrevi entupindo minha escrivaninha de mogno esculpida.

Um arco inscrito Esse Quam Videri. Um corredor com uma jukebox cheia de músicas e canções que simplesmente ficam presas na repetição. E armários. Armários de todas as memórias que eu já tive. Algumas memórias estão lá classificadas em armários, mas o resto apenas pendurado lá como jaquetas e sapatos. Alguns são apenas jogados no chão.

E aqui é onde eu estupidamente encho Snuggles toda vez que ela entra.

Ela está com fome, mas eu sei bem o suficiente para não alimentá-la. Ela está com tesão, mas eu sei bem o suficiente para não dar nada para ela. Porque se eu a alimentasse ou deixasse que ela pegasse o gatinho, ela começaria a acreditar que ela mora aqui agora.

Então ela mia. MUITO.

Snuggles é fofo. Ela entra porque de alguma forma, em um momento de necessidade subconsciente, deixei a porta aberta. Então ela está lá para ajudar. Como o amor peludo só precisando ser acariciado.

Às vezes, quando eu atravesso meu dia, seus miados se fundem em meus próprios pensamentos, a ponto de serem indistinguíveis uns dos outros.
E minhas necessidades tornam-se suas a ponto de meus miados serem as únicas coisas que importam: uma farra incansável, enervante, exaustiva e excruciante.

Horas e dias passam. Ela fica.

Agora, normalmente posso cuidar do meu negócio jogando-a no armário. Não dando em suas demandas enquanto ela convulsiona e fica raivosa. E os miados diminuirão eventualmente e eu verificaria o armário e veria que ela finalmente se foi. Provavelmente através do respiradouro depois que ela acabou de destruir o lugar e quase todas as minhas lembranças estão destruídas.

E mesmo depois de todos esses anos, décadas até, e minha casa é normal e tudo está em ordem, e todas as lembranças voltam frescas e novas, sem restos de arranhões de gato como tudo … se algo externo está me fazendo internamente querer fugir, Snuggles entra de volta.

 

Constelação Familiar Nilópolis, Constelação Familiar em Nilópolis, Endereço: Av. Rio Branco, 369 – Centro, Nilópolis – RJ, 26530-100, Telefone: (21) 8560-9752